Dieta para diabéticos – Alimentos, cardápios e receitas | Nutricionista

Dieta para diabéticos – Alimentos, cardápios e receitas | Nutricionista Nutricionista Juliana 9:48 am

Dieta para diabéticos - Dicas de alimentos, cardápio e receitas | Nutricionista Juliana

O termo diabetes mellitus (DM) descreve uma desordem metabólica de múltipla etiologia, caracterizada por hiperglicemia crônica com distúrbios no metabolismo dos carboidratos, gordura e proteínas, resultante de defeitos na secreção ou não da insulina ou ambas.

A nutricionista Juliana Dragone ressalta a necessidade de que pacientes com diabetes devem buscar um profissional especializado para apoiar na orientação nutricional para uma alimentação correta, com cardápios adequados, ou seja, uma dieta para diabéticos.

 

dieta para diabetes

dieta para diabetes

A dieta para diabetes tipo 1: a nutricionista especializada em diabetes irá elaborar para o paciente um plano alimentar baseado na ingestão habitual de alimentos, integrando-se a terapia com insulina e a alimentação e a prática de atividade física.

As dietas para diabetes tipo 2: são cardápios para manter normais a glicemia e os lipídios séricos, com uma dieta de refeições hipocalóricas para redução de peso.

Alimentos permitidos para diabéticos

Azeite extra virgem

Azeite extra virgem

A nutricionista libera o consumo de alimentos ricos em fibras, como pães integrais, biscoitos integrais, inhame, aipim, leguminosas etc. É importante incluir na dieta porções de frutas, leite, iogurtes desnatados, queijo branco, ricota e cottage;

Os cardápios devem incluir carnes brancas (peixes gordos e aves sem pele) e carne vermelha magra (patinho, coxão mole, etc.), no tempero das saladas 1 colher de chá de azeite de Oliva Extra Virgem.

Alimentos proibidos para diabéticos

A nutricionista adverte que dietas para diabetes não devem conter alimentos contendo açúcar (balas, bolo, doces, chocolate, refrigerantes, mel, rapadura, sorvetes, etc ...).

A farinha de mandioca, arroz comum, amido de milho e outros que contenham açúcar na composição também são proibidos.

Bebidas alcoólicas devem ser evitadas

Bebidas alcoólicas devem ser evitadas

A nutricionista também alerta que devem ser evitadas frituras, alimentos ricos em gordura animal e bebidas alcoólicas, bem como não é recomendado jejum prolongado e excesso de alimentação em nenhuma refeição.

Como posso ajudar? Caso necessite de apoio nutricional, favor entrar em contato utilizando o formulário abaixo:

Como chegou ao site?

Um pouco sobre a diabetes

Diabetes

Diabetes

De acordo com a American Diabetes Association (1999), o DM pode ser classificado em:

  • Diabetes Tipo 1 (DM1): com destruição da célula Beta, levando geralmente a uma absoluta deficiência de insulina: autoimune e idiopático; É a doença crônica mais comum na infância;
  • Diabetes Tipo 2 (DM2): podem existir graus variados de resistência insulínica ou defeito na secreção. 85-90% dos DM2 são obesos;
  • Outros tipos específicos: defeitos genéticos da função da célula beta, defeitos genéticos na ação da insulina, doenças exócrinas do pâncreas, endocrinopatias, induzido por drogas ou produtos químicos, associado a infecções, formas incomuns de diabetes imunomediadas e síndromes genéticas associadas com diabetes;
  • Diabetes Mellitus gestacional: intolerância a carboidratos de intensidade variável (DM e tolerância diminuída à glicose), diagnosticado pela primeira vez durante a gestação, podendo ou não persistir após o parto.

Fatores de risco para o DM2:

  • Obesidade;
  • Idade superior a 50 anos em descendentes europeus e idades de 30 a 40 anos em grupos de alta prevalência;
  • História de anormalidade prévia de tolerância à glicose, principalmente na gravidez;
  • Hipertensão, doença macrovascular ou dislipidemia.

1. Valores de glicemia para o diagnóstico de diabetes:

  • Normal (indivíduos sadios): glicemia de jejum entre 70 mg/dl e 99mg/dl e inferior a 140mg/dl 2 horas após sobrecarga de glicose;
  • Intolerância à glicose: glicemia de jejum entre 100 a 125mg/dl;
  • Diabetes: 2 amostras colhidas em dias diferentes com resultado igual ou acima de 126mg/dl ou quando a glicemia aleatória (feita a qualquer hora) estiver igual ou acima de 200mg/dl na presença de sintomas.

*Bibliografia:* American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes. Diabetes Care 28:suplemento 1, janeiro,2005**

2. Monitorização Diária da glicemia:

A avaliação periódica da glicemia consiste na observação constante das oscilações glicêmicas e risco de complicações agudas, como por exemplo, a hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue).

Essa monitorização deve ser realizada diariamente seis vezes ao dia.

  • Glicemia de Jejum;
  • Glicemia Pré-Almoço;
  • Glicemia Pós-Almoço (2hs após o Almoço);
  • Glicemia Pré-Jantar;
  • Glicemia Pós-Jantar (2hs após o jantar);
  • Glicemia ao Deitar.

3. Metas Glicêmicas / Valores de referência:

  • Glicemia de Jejum: menor do que 110mg/dl;
  • Glicemia Pré-Prandial (Antes de comer): menor do que 110mg/dl;
  • Glicemia Pós-Prandial (2hs após comer): menor do que 140mg/dl.

*Bibliografia: SBD, 2009.

4. Em Situações de Hipoglicemia(queda de açúcar no sangue):

Ou misturar uma colher de sopa de açúcar refinado com 200 ml de água; ou 200 ml de suco de laranja; ou 200 ml de refrigerante comum; ou 5 sachês de mel ou 5 balas macias.

Sintomas da hipoglicemia

Sintomas da hipoglicemia

Valores de glicemia para o diagnóstico de diabetes:

Normal (indivíduos sadios): glicemia de jejum entre 70 mg/dl e 99mg/dl e inferior a 140mg/dl 2 horas após sobrecarga de glicose.

Intolerância à glicose: glicemia de jejum entre 100 a 125mg/dl.

Diabetes: 2 amostras colhidas em dias diferentes com resultado igual ou

acima de 126mg/dl ou quando a glicemia aleatória (feita a qualquer hora) estiver igual ou acima de 200mg/dl na presença de sintomas.

 

 

Comentários fechados.