Nutrição no tratamento da acne

Nutrição no tratamento da acne

A acne surge do acometimento do folículo pilo sebáceo, o qual é formado por uma glândula sebácea e um pêlo, que surge, em geral, na puberdade. Pode persistir após a adolescência, ou surgir na fase da adulta, sendo então mais frequente em mulheres, devido às alterações hormonais. A acne é formada a partir de quatro distúrbios locais:

  • 1 – formação de micro-comedões (cravos), resultado de um excesso de produção de queratina que obstrui o folículo piloso;
  • 2 – aumento de secreção de sebo;
  • 3 – proliferação de bactérias;
  • 4 – inflamação local.

As causas para seu aparecimento são diversas, incluindo: fatores hereditários, desequilíbrio hormonal, uso de cosméticos, uso de medicamentos, etc. Existe uma tendência hereditária ou predisposição genética na acne, ou seja, quando ambos os pais tiveram um quadro de acne, a chance do filho a ter acne é de 50%.

O tratamento consiste no controle da acne, já que a doença não tem cura. É necessário alguns cuidados, como a higiene da pele, resistir aos maus hábitos de espremer as espinhas, banho de sol moderado, entre outros. Porém, na prática clínica, observa-se que o alto consumo de alimento gorduroso, crustáceo e condimentos contribuem para o seu aparecimento. É indicada para o tratamento a suplementação com vitaminas A, E, C e o mineral Zinco, pois atuam na regeneração da pele. Além do uso de probióticos e o consumo de uma dieta hipogordurosa.

Comentários fechados.