Gestação e a ingestão de peixes

Gestação e a ingestão de peixes

O consumo de pescado e marisco deve ser moderado entre mulheres que desejam ficar grávidas, que estão grávidas ou aquelas que estão amamentando.

A restrição é para as espécies de peixe que contêm altos níveis de mercúrio, como o peixe-espada, o tubarão, o arenque e o cação. Estas vivem nas partes mais profundas dos mares e, por isso, têm maior tempo de exposição ao metil-mercúrio, um tipo de mercúrio nocivo para a saúde do feto e bebês. O mercúrio está presente no ar e, no contato com o mar, transforma-se em metil-mercúrio. Ao alimentar-se, o peixe absorve essa substância.

Dessa forma, dê preferência para o consumo de pescados com baixos níveis de mercúrio, como o atum enlatado, o camarão, o salmão e o bagre e, que se consumidos, não se ultrapasse a quantidade de 340 g/semana.

Valorize sua saúde e do bebê: Agende sua Consulta

Comentários fechados.